Com previsão de lucro da Vale (VALE3) em queda, será que é uma boa hora para comprar ações?

Análises e recomendações, saiba como se posicionar diante desse declínio

A Vale (VALE3) está prevista para apresentar um lucro líquido de US$ 1,74 bilhão no primeiro trimestre de 2024, uma queda de 5,27% em relação ao mesmo período de 2023. A estimativa é proveniente do Prévias Broadcast, uma projeção baseada no relatório de seis casas de análise (Genial, BTG, Itaú BBA, BofA, XP e Citi). O balanço será divulgado nesta quarta-feira (24) após o fechamento do mercado.

Segundo os analistas, a diminuição se deve à redução do preço médio do minério de ferro praticado pela Vale. Conforme o relatório de produção e vendas da empresa, o minério de ferro foi comercializado a US$ 100,7 por tonelada, uma queda de 7,3% em comparação com os US$ 108,6 registrados no primeiro trimestre de 2023.

Analistas também projetam uma queda de 20% no lucro líquido anual, devido a uma dinâmica de preços menos favorável e a um aumento nas provisões relacionadas ao acidente de Mariana. O balanço será divulgado nesta quarta-feira (24) após o fechamento do mercado.


Ação Vale: É uma boa hora para comprar?

Ainda que os números não sejam atrativos, os analistas do mercado financeiro defendem que a ação da Vale é uma boa oportunidade de compra para o investidor, com exceção do BTG Pactual, que tem recomendação neutra. Além de estimarem um ambiente desafiador para a Vale nos próximos meses. “Temos essa estimativa devido aos preços do minério de ferro, que devem ficar abaixo das nossas expectativas devido à deterioração dos mercados imobiliários na China e riscos negativos para estimativas de consenso”, explicam Leonardo Correa, Sócio Associado na área de Equity Research, e Caio Greiner, Diretor de Equity Research.

Devido a esses riscos, os analistas do BTG possuem recomendação neutra para Vale com preço-alvo de US$ 16 para a ADR listada nos EUA, e R$63,61 no Brasil. A cifra equivale a uma potencial alta de 31% em relação ao fechamento de terça-feira (23).



FONTE: einvestidor.estadao.com.br


Outros conteúdos

Dólar fecha em alta firme, acima de R$ 5,20

O dólar à vista encerrou o dia cotado a 5,2103 reais na venda, em alta de 1,10%. Este é o maior valor de fechamento desde 18 de abril

IPCA-15 sobe 0,44% em Maio, mas vem abaixo do esperado

No acumulado em 12 meses, indicador ficou em 3,7%, de acordo com dados divulgados pelo IBGE