IPCA-15 sobe 0,44% em Maio, mas vem abaixo do esperado

No acumulado em 12 meses, indicador ficou em 3,7%, de acordo com dados divulgados pelo IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) subiu 0,44% em maio, conforme divulgado pelo IBGE. Este aumento, superior aos 0,21% de abril, ficou abaixo da previsão de 0,47% dos analistas. É a menor taxa para maio desde 2021, igualando os 0,44% daquele ano. Em 2023, a taxa foi de 0,51%. No acumulado do ano, o IPCA-15 registra alta de 2,12%, e em 12 meses, 3,7%, ligeiramente abaixo dos 3,77% de abril.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, oito tiveram variações positivas. Destaques: Saúde e Cuidados Pessoais (+1,07%) e Transportes (+0,77%). Nos produtos farmacêuticos, a alta foi de 2,06% devido ao reajuste de preços autorizado em março. A gasolina subiu 1,9% e passagens aéreas 6,04%. No grupo Alimentação e Bebidas, a alimentação no domicílio registrou um aumento de 0,22% em maio. As maiores altas foram observadas na cebola (16,05%), no café moído (2,78%) e no leite longa vida (1,94%). Em contrapartida, o feijão carioca (-5,36%), as frutas (-1,89%), o arroz (-1,25%) e as carnes (-0,72%) apresentaram quedas.

Analistas destacam que o Banco Central deve continuar vigilante, pois a inflação permanece acima da meta anual de 3%. O IPCA-15 pode ser impactado por catástrofes climáticas no Rio Grande do Sul, elevando preços de alimentos. Apesar de alguns sinais de desaceleração inflacionária, o cenário continua desafiador, exigindo atenção das autoridades e investidores.

Fonte: Money Times


Outros conteúdos

Dólar fecha em alta firme, acima de R$ 5,20

O dólar à vista encerrou o dia cotado a 5,2103 reais na venda, em alta de 1,10%. Este é o maior valor de fechamento desde 18 de abril

Ibovespa inicia a semana morno; ações da Petrobras (PETR4) ajudam a impulsionar o índice

Ibovespa fechou estável, com leve alta de 0,15% nesta segunda (27)